• Alexandre Souza

REINVIDINCANDO FUTUROS NEGROS: Afrofuturismo e Pantera Negra em disputa


Propõe analisar como operam as dimensões envolvendo as narrativas afrofuturistas, destacando a obra Pantera Negra (2018), no quesito de representatividade, protagonismo e imaginário negro na cultura pop. Obras afrofuturistas, como é o caso do filme, reacendem o debate sobre os desafios e a importância de se discutir questões raciais na cultura pop, explorando o exercício de refletir sobre o passado que foi negado a população negra, na intenção de modificar o presente de genocídios e desigualdade que é imposta a negritude, e transformar esse movimento em ação para projetar um futuro com protagonismo através da ótica negra. Através do aporte teórico-metodológico dos estudos culturais, a pesquisa busca re-situar as múltiplas perspectivas de vivência negras pelo mundo, além das possibilidades e impossibilidades dessas experiências em sua multiplicidade, marcadas sobretudo pelo ponto de vista afrodiaspórico na cultura pop.

Situação: em andamento